Noticias & Eventos

Novidades, Dicas e Cursos para você se manter por dentro da saudável culinária de pescados e frutos do mar.

Melhores vinhos para harmonizar com o almoço de páscoa

Páscoa é uma das épocas do ano mais esperadas por quem gosta de reunir a família e os amigos. Essa data festiva, apesar de toda a referência religiosa que carrega consigo, é também uma boa oportunidade para celebrar os bons momentos da vida com as pessoas que amamos. E existe maneira melhor do que celebrar a vida do que em torno de uma mesa?

Para o seu encontro com a família e amigos ficar completo, pode ser uma boa ideia levar um tipo de vinho que vai harmonizar perfeitamente com os pratos que você vai servir no tradicional almoço de Páscoa. Por isso, para lhe ajudar nessa tarefa, separamos uma lista de dicas para escolher os melhores vinhos que combinam com alguns dos pratos servidos nessa data.

Um tipo de vinho para cada tipo de petisco

Não existe um bom almoço de Páscoa sem um momento para saborear alguns petiscos saborosos, que vão preparar o seu apetite para os pratos principais. É importante, portanto, também ficar atento ao tipo de vinho que vai combinar direitinho com o aperitivo que você vai servir para seus convidados:

- Para petiscos à base de carne (como tábua de frios e espetinhos), opte por tintos leves como o tinto francês Merlot Club des Sommeliers;

- Para quem vai servir o tradicional bolinho de bacalhau, peixes ou camarão, pode optar por vinhos brancos leves e aromáticos, das uvas Chardonnay e Sauvignon Blanc. Nossa sugestão é optar pelo Miolo Branco Reserva Chardonnay ou pelo chileno branco Marea Valle de Leyda.

- Os petiscos fritos (polentas, anéis de cebola, batatas fritas) necessitam de um pouco mais de acidez para harmonizar, por isso alguns espumantes são uma boa pedida, como o brasileiro Brut Charmat Club des Sommeriers;

- Não deixe de combinar sua tábua de queijos com um vinho tinto leve, que valoriza ainda mais o sabor desse importante ingrediente da sua entrada.

Vinhos brancos e espumantes para comida japonesa

Com a prática de não consumir carne vermelha na sexta-feira de Páscoa – também conhecida como sexta-feira da paixão – é natural que muitas pessoas optem por consumir pratos japoneses, que são geralmente à base de peixes.

Um dos enormes desafios dos especialistas em vinhos foi encontrar um tipo de rótulo que harmonizasse bem com esse tipo de culinária, visto que ela apresenta características muito fortes, mas completamente distintas.

Para quem vai servir peixes, a regra é simples para a escolha dos melhores vinhos: quanto mais suave for o seu sabor, mais leve deve ser o vinho. É exatamente por isso que espumantes podem ir muito bem com esse tipo de alimento. Para pratos temperados com muito shoyo, foque em vinhos mais ácidos, que contrastam com seu sabor forte ou em vinhos brancos leves.

Vale também arriscar a harmonização com vinhos tintos e rosés – preferencialmente preparados com a uva Pinot Noir. Opte por esses rótulos quando for saborear pratos orientais quentes. Nossa sugestão é o chileno Wave Series Pinot Noir.

Pratos com camarão pedem vinhos brancos

Apesar de extremamente delicada e leve, a carne do camarão é uma das alternativas mais saborosas que encontramos no universo dos frutos do mar. Atente-se aos melhores vinhos que harmonizam com cada tempero, já que essa carne absorve bem as características dos ingredientes utilizados na sua receita.

Para preparações muito apimentadas, opte por vinhos brancos com teor alcoólico mais baixo. Para camarões feitos na manteiga ou com preparações muito cremosas, os vinhos brancos mais encorpados – como o Gran Reserva chilena Aves Del Sur Chardonnay – podem ajudar a equilibrar o sabor.

Camarões grelhados e no risoto, por sua vez, harmonizam muito bem com espumantes, enquanto uma paella completa pede vinhos tempranillos, bem jovens, como o espanhol Clos de Torribas.

Um tipo de vinho para cada tipo de salmão

Outro ingrediente favorito do almoço de Páscoa é o salmão, um dos peixes mais valorizados do mundo, tanto por seu sabor, quanto por seu valor nutricional. O salmão, entretanto, é um peixe que tem características completamente diferentes – de textura, aroma e sabor – que variam de acordo com o seu tipo de preparação. Por isso, a escolha dos melhores vinhos pode variar também com o tipo de receita:

- Para o salmão consumido cru, a escolha de vinhos brancos leves é a pedida certa, para não competir com o sabor suave dos cortes. Se esse mesmo tipo de preparo, leva ingredientes cítricos, como o suco de limão, você pode substituir o vinho branco por um espumante Brut, que ajuda a refrescar o paladar.

- O salmão defumado harmoniza bem com vinhos e espumantes rosés, que são requintados na medida certa para esse tipo de carne, com o sabor discretamente mais forte.

- Massas que tem o salmão como um de seus ingredientes podem harmonizar com vinhos brancos ou rosés, sendo o primeiro ideal para molhos brancos e o segundo para molhos de tomate.

- Para quem vai optar por um salmão grelhado, vinhos brancos da uva Sauvignon Blanc são boas pedidas, mas também podem ser substituídos por tintos da uva Pinot Noir, como o chileno Chilensis;

- O salmão cozido pode harmonizar muito bem com Proseccos.

O vinho verde é o coringa para seus pratos com peixes brancos

O vinho verde parece que foi feito tradicionalmente para harmonizar com peixes e frutos do mar. Por isso, gostamos de chamá-lo de opção coringa para seu almoço de Páscoa.

Além de combinar bem com qualquer uma das opções de pratos que apresentamos nesse texto – desde que sejam suaves e com pouco tempero – esse vinho é a peça perfeita para acompanhar receitas preparadas com peixes brancos (bacalhau, linguado, tilápia, pintado), que são bem comuns nas páscoas.

Vinhos e sobremesas também harmonizam com essa bebida

Se você quer terminar seu almoço de Páscoa com estilo, que tal também harmonizar os doces com ótimos vinhos de sobremesa?

Para receitas feitas com chocolate amargo, um vinho tinto seco pode ser a escolha certa para terminar a refeição. Sobremesas doces, entretanto, pedem vinhos mais doces como acompanhamento. Por isso, o vinho do Porto ou os rótulos de colheita tardia (também conhecidos como Late Harvest) são alternativas interessantes por seu sabor mais adocicado e aspecto licoroso. Esses vinhos combinam tanto com chocolate ao leite e branco, como com tortas de frutas e bolos de páscoa.

Harmonizar o tipo de vinho certo com os pratos do seu almoço de Páscoa pode ser o detalhe que estava faltando para organizar uma celebração perfeita com sua família e amigos nessa data tão especial.

Fonte: Pão de Açucar